Quais informações preciso ter para comprar meu ar-condicionado?

Antes de sair pesquisando lojas e fornecedores, é preciso juntar alguns dados importantes sobre o local de instalação que farão diferença na hora de escolher o modelo.

O comprimento e a largura do espaço, por exemplo, é essencial para saber a potência do aparelho. Além disso, informações como número de pessoas que frequenta o ambiente, número de aparelhos eletrônicos ligados e quantidade de janelas também farão diferença na especificação técnica do ar-condicionado.

Vou precisar mudar algo na minha residência para instalar o aparelho?

Com as informações em mãos, é hora de pensar na viabilidade de instalação do aparelho no local.

O primeiro ponto é a rede elétrica. Geralmente, os aparelhos de ar-condicionado são 220v, por isso cheque se a rede da sua casa fornece esse tipo de alimentação elétrica. Caso negativo, e houver a necessidade da adequação da sua rede elétrica é preciso entrar em contato com um profissional especializado para realizá-la.

Quanto às mudanças estruturais, dependendo do modelo do aparelho você não precisará se preocupar. Os modelos portáteis não exigem nenhum tipo de instalação, por exemplo, só precisando que sejam posicionados próximos a janelas.

Já os modelos de janela e os Split deixam parte do ar-condicionado na parte externa do ambiente, o que pode ser um problema para fachadas de prédios. Procure se informar quanto às orientações do seu edifício com antecedência.

O que significam os BTUs dos aparelhos de ar-condicionado?

BTU é uma sigla para British Termic Unit, ou Unidade Térmica Britânica. Ela foi estabelecida como a unidade básica para medir a capacidade de aparelhos de esfriar ou esquentar um ambiente. Ou seja, os BTUs de um ar-condicionado representam a potência dele.

Quanto maior a capacidade, mais potente. E para calcular a quantidade de BTUs ideal para o ar-condicionado da sua sala, cozinha, quarto ou qualquer outro ambiente, basta pegar as informações que você coletou lá no início e acesse a nossa calculadora de BTUs clicando aqui e conferir os aparelhos adequados para você.

Como saber qual modelo é melhor para o meu caso?

Como falamos, existem alguns modelos diferentes de ar-condicionado que se dividem, basicamente, em três grupos: os de janela, portáteis e Split.

Os primeiros são aqueles aparelhos clássicos, que ficam com a parte traseira para fora da construção. Como essa tecnologia é mais tradicional, esses modelos podem ser um pouco mais baratos, mas gerar muito ruído e consumir mais energia.

Os aparelhos portáteis, como o nome diz, são aqueles que não precisam ser instalados e podem ser levados de um ambiente a outro por meio de rodinhas. Mais silenciosos, eles precisam ficar perto de janelas e o usuário deve ter o cuidado de fazer a troca do reservatório com mais frequência.

Por último, os modelos Split Inverter são o que há de mais de novo em termos de tecnologia para aplicação em residências. Silenciosos e econômicos, esses são aqueles aparelhos cuja parte que expele o ar fica localizada internamente, enquanto a parte resfriadora fica na área externa. 

Todas as opções vão atender diferentes necessidades, e para escolher o melhor modelo é preciso pensar nos diferenciais que você prioriza.

By | 2017-12-17T01:31:39+00:00 dezembro 17th, 2017|Ar Condicionado, Dicas|
%d blogueiros gostam disto: